Meu peso...

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Fim de semana: post enooooorme!

Oi meninas...

O fim de semana foi bem gostoso, deu pra dar uma previa só de ver a delicia que é o Kawã, né? Hehehehe

Realmente meninas, maridão ficou maluco por ele e parecia "papai-babão" mesmo. Ele fala que está tranquilo com relação a bebês mas quando vamos pra lá eu percebo que ele está louco pra termos um. Massss, como vocês já sabem, a moçoila aqui acabou de passar pela cirurgia de redução de estomago e agora precisamos aguardar no minimo 1 ano, ideal 2 anos e pra nossa meta: 3 anos... Portanto, bebês lá em casa só em 2013 ou 2014...rs

Mas voltando ao final de semana, e se preparem pq o post é longo, chegamos tarde na minha avó sexta; passava das 22h. Eu passei mal no caminho e a viagem demorou mais que o comum. Já explico: fui querer comer um pedaço do lanche do Ed (filé mignon e queijo) e aí já sabem no que deu... Mesmo chegando tarde ainda fomos na festa da padroeira, que ainda estava pouco movimentada; deu pra vermos todas as barraquinhas (a maioria de comida, afff) e assistirmos um show de uma banda regional muuito boa! Tocaram até a nossa musica (Tem que ser você - Victor e Léo) e lembramos muito de quando nos conhecemos (foi lá mesmo, nessa praça), namoramos bastante, uma delicia. A não ser por uma "Jeca" que ficou dando em cima do Ed discaradamente; meninas, juro, me controlei pq a vontade era perguntar se ela tinha perdido alguma coisa ali; mas sou uma lady, então fiquei fingindo que não estava nem ligando... Mas a noite até tive pesadelo com a dita cuja...kkkkk

No sábado pela manhã saímos para caminhar; encontramos com o pai da Claudia, a moça que comentei que faleceu; meninas, ela morreu queimada, o marido tocou fogo nela, um absurdo! Eles estão arrasados. Por sorte a filhinha dela, uma princesa de 6 anos, foi salva por um vizinho. O infeliz do marido está preso, confessou tudo um dia antes dela falecer.

Almoçamos com minha avó, meu irmão e uma da minhas tias; entalei com o frango e tive que vomitar; tentei disfarçar pra não chatear a vó (que fez tudo com o maior cuidado, tadinha), mas ela percebeu; por sorte entendeu, não ficou chateada. Depois fomos para a cidade onde moram outras duas tias minhas, minha afilhada e agora minha sobrinha Luara. Desde a separação a Lu está morando com a mãe na casa da avó dela; e está tão carente... Fui primeiro até a casa dela pois levei ela comigo pra conhecer o Kawã e depois brincar com a Luana, minha afilhada. Eu quero que ela continue tendo contato com a nossa familia e que saiba que continuamos amando ela. Chegando na casa da minha tia/comadre Sueli, a Luara me surpreendeu. Abracei a Luana, beijei, e ela me chamou de madrinha; pra que... A Luara se isolou num canto e não saia por nada, puro ciumes. Fiquei um tempo chamando, ela fingia que não era com ela; daí deixei ela sozinha um pouco. Depois voltei, peguei no colo, beijei, insisti mais um pouco pra ela ir brincar... Não demorou muito estavam lá as duas, se divertindo a beça... Daí chegou o Kawã com a mãe, minha prima Glicia e a vó, minha tia Vera. Aí já sabem quem ganhou a atenção da casa...rs Ele é uma simpatia de bebê gente... Saímos de lá e ainda fomos levar a Luara no parquinho, ela adora. O tio faz tudo por ela gente (obrigado Deus!). Eles brincaram juntos, ela deu varios olés nele, rs, mas quando falamos de ir embora ela obedeceu (que bom). Comprei um pirulito e uma pipoca pra ela e fomos embora (ah, experimentei pipoca e foi tudo bem). Fui me despedir da minha ex-cunhada na lanchonete que ela trabalha e experimentei a esfiha que o Ed estava comendo, tudo bem também. Na hora de ir embora, ai que dor no coração... Ela não queria que fossemos, queria saber quando eu iria lá de novo, quando ela viria na minha casa, mil duvidas. Mas não chorou. Eu me segurei....

A noite teve mais festa; encontramos os amigos e ficamos lá andando, batendo papo; levamos nossa sobrinha Daiane, que já está uma mocinha, vai fazer 11 anos. Eu jantei macarrão na vó mas eles foram comer churrasco (tipo rodizio) e eu quis experimentar; não caiu bem, claro... Mas sabe o que fez mal? Uma colher de arroz que comi; eu não estou podendo com arroz, mas estava com a cara tão boa que não resisti. Pena que o meu estomago simplesmente mandou o recado: "Sou eu quem mando aqui!! Arroz, adeus!!" kkkkkk Estava tão frio que fomos embora cedo e 1h já estavamos na cama.

Domingo teve mais festa, só que por ser o dia da padroeira mesmo (Nossa Senhora Aparecida - São Manuel) estava muuito lotada. Pela manhã fomos ao cemiterio, nos tumulos dos meus sogros, do meu avô Bento e do meu sobrinho Edimarzinho. Encontramos meu cunhado Edilson e fomos com ele na casa da ex-mulher, ver as crianças. Ele tem 3 filhos, duas meninas (de 15 e 3 anos) e um menino (de 10 anos). Infelizmente esse meu cunhado é alcoolatra, mas não admite. Meninas, fico com o coração na mão por causa das crianças e por causa do meu marido. Todo mundo que encontra com a gente fala pro Ed que ele tem que dar um jeito no irmão. Gente, já tentamos de tudo, nada resolve! A única coisa que ainda vejo como saída é interna-lo em uma clinica de recuperação. Mas ele não quer ir de jeito nenhum, diz que só bebe quando quer... Olha, só Deus mesmo pra nos amparar! Mas enfim, ontem levei a menina e o menino mais novos pra festa; o cunhado foi junto mas a mãe só deixou levar as crianças porque estavam comigo... Qdo chegamos na minha vó, a Bruninha foi correndo, abraçou minha vó e beijou: Oi vó!! Ai que delicia de criança gente, ela é uma princesinha. Um doce com a gente, cumprimenta todo mundo, conversa, fala como adulto, um barato! Eles se acabaram nos brinquedos da festa e depois nós demos uma bola daquelas enormes pra Bruna e o pai deu um boné pro Carlinhos. Almoçamos juntos e depois levamos as crianças pra casa.

A tarde optamos por ficar na minha vó mesmo, batendo papo com ela e duas senhoras amigas dela; demos mais uma passadinha na festa, pouco antes de começar a procissão e fiquei morrendo de vontade de comer doce. Mas me concentrei e não comi. Experimentei um pedaço de krep de queijo que o Ed estava comendo, uma delicia!! Mas queria mesmo era o de prestigio, hihihihi.

Quando eram umas 18h, colocamos as coisas no carro, nos despedimos da minha avó e saímos. Como dói gente... Eu queria tanto isso tudo por perto, sabe? E pior que agora acho que só voltamos no natal...

Passamos na minha cunhada, irmã do Ed, nos despedimos também dos amigos, abastecemos o carro e pé na estrada.

Chegamos em casa 22h. Tomamos sopinha que a mamis tinha feito e fomos pra cama, exaustos...
A parte mais engraçada da viagem: sábado a irmã de uma tia dele nos encontrou na festa e não me reconheceu; percebi que ela beijou ele e não deu muita bola pra mim. Daí fui cumprimenta-la e ela: Nossa, menina, não te reconheci! Achei que ele tinha trocado de mulher... Cortou os cabelos, escureceu e como você tá magra!!! Fiquei muuito envergonhada mas feliz!! Ela não sabia que eu tinha operado...rs

Bom, é isso... Seguem algumas fotinhos, do celular. Quando baixar da máquina coloco aqui pra vcs!

Beijão e boa semana pra todas!


Vó Cida

Bruninha


Kawã




4 comentários:

Bia disse...

Hum!!!! Mas que fofoooooooooooooo!!!!!!!

FADINHA - Diário Virtual disse...

Oh, Dani... tão bom te ver feliz!
É assim que gosto!
Um beijão, minha amiga

Dani disse...

Post giganteeee
Até me perdí em alguns momentos xará.
Mas, o que importa..estás bem.
Um beijo e te cuida.

Cí disse...

Dani
é impressionante como vc multiplica o tempo po 100, né!
Quanta coisa vcs fizeram!!!
Adorei as novidades, e parabéns pela criançada.
Fiquei chocada com a estória da Claudia, menina não pode!
Deus conforte esta familia.
Bjs