Meu peso...

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Em busca do feriadão tudo de bão!

Sexta-feira, 18h, o Ed me esperava na portaria da empresa. Me senti uma colegial que o namorado vai buscar na porta da escola para fazerem um passeio. Eu estava empolgadissima. Ele também. Salvo pelos quase 40 min que ficamos tentando sair do Tamboré, bairro onde trabalho. O transito nos atrapalhou, mas não nos fez perder a magia.

Algumas horas de estrada, uma parada no Restaurante Frango Assado pra levar o tradicional pão de semolina (que eu AMO!) para a vovó, que sempre espera por ele. Mais algumas horas, agora já sem os sapatos, ouvindo o cd indiano de Caminho nas Indias (que depois de uns 10 minutos foi trocado por sertanejo mesmo pq o marido pediu), faltando uns 15 km pra chegar na casa da vó Cida, um transito horrivel devido obras na estrada. E lá se foram 40 min para atravessarmos miseros 3 km. Sacanagem! Por pouco nos livramos de um engavetamento na estrada, que aconteceu pouco antes de chegarmos ao transito (sabe quando pára tudo, de repente? Foi assim!). E nossa barriga roncando de fome porque tinhamos deixado pra comer por lá.
E sabem porque o transito??? (Ah, isso vai deixar vocês com tanta raiva quanto eu) Para a construção de mais um pedágio!!!!!!! AAAAAAAAAAAAAAAAAAhhhhhhhhhhhhhhh, que raiva! Já ficamos pensando na volta do feriado, como não ia ser!

Já eram 23h quando avistamos o tão esperado Posto Carrero, entrada da cidade. Parada para cumprimentar os amigos do posto, mamãe me liga preocupada... Mas já estavamos são e salvos! Hehe

Deixamos nossas malas na casa da vovó, demos muitos apertos, beijos (gente, como é bom ter vó) e seguimos pra cidade para comer alguma coisa. Fomos na lanchonete de quase sempre, pedi um lanche "Churrasco". Meninas, o que foi aquilo, a carne estava tão salgada que minha garganta queimava! Tentei comer só a carne (podia ser o "molho especial"), mas não deu mesmo. O Ed comeu o lanche dele e disse que estava uma delicia. Como o atendimento é 100% e sempre que vamos nunca temos problemas, preferi ser elegante, sair com fome mas não reclamar.

Fomos até a praça onde tem um trailler de crepes (adoro interior por causa disso), mas já estava fechado...

Passamos na frente do Clube Recreativo e descobrimos que ia ter Sextaneja. Yupi!! Mas nossa alegria durou pouco :-( A noite não tinha nada de sextaneja... Era só um show com uma dupla e o restante da noite seria baladinha normal. O publico não passava dos 25 anos (olha nós querendo ser os "tios" da balada,,,rs) e o precinho, ohhhh, R$ 20,00 mulher e R$ 25,00 homem. Ficamos pasmos! O clube é minusculo! Tudo isso porque não somos sócios!

Decidimos que era melhor mesmo ir dormir e descansar para aproveitar o sábado, que por conta das estrelas no céu limpissimo, prometia um sol delicioso!

Mas antes (claro, pensaram que eu ia conseguir dormir com fominha?) passamos por uma loja de conveniencia no posto de gasolina e tomei um café com leite acompanhado de bolachas Trakinas.

Ufa! De volta pra cidade da vovó, caminha! Capotei enquanto o Ed tentava resolver palavras cruzadas!

2 comentários:

Dina disse...

Eita feriadinho bom dmais...
Eu odeio transito e amo comer no posto kkkk
Beijos em vc...

Cí disse...

Oi Dani, boooom dia!
Eita pelo jeito seu feriado foi ótimo né?
Põe fotos, ein!
Beijos